Onboarding – A primeira Impressão é a que fica!

Antes de realçar a importância do papel dos RH no onboarding de um novo colaborador, quero falar sobre como as outras áreas em conjunto com os RH podem construir para o onboarding dos seus colaboradores, valores ligados à missão, visão, cultura e estratégia da organização.

Vejo muitos posts no LinkedIn que mostram cadernos, canetas, mochilas, squeezes incríveis e personalizadas, mas que ainda assim são itens básicos para o início do trabalho de um colaborador.

Ops!

É… há muita gente por aí a acreditar que apenas essa forma de receção de um novo colaborador é a chamada de onboarding. Mas é um “welcome kit”, um onboarding efetivo? Não critico quem o faça, mas apenas que não seja só dessa forma.

Eita atrás de eita!

Será que os RH estão interligados com aquela área que necessita de um novo profissional?

Será que a área que precisa desse profissional entende o papel dos RH? Será que entendemos as pessoas ou apenas de “Recursos Humanos”?

Malta, quando recebemos um novo colaborador na empresa, nós contratamos uma pessoa, não apenas mão-de-obra especializada.

Não podemos simplesmente ignorar a quantidade de bagagem que tem para oferecer e o quanto mais bagagem desse profissional podemos acrescentar à nossa vida!

A área de Recursos Humanos tem um papel preponderante nisto tudo, ela está entre os interesses da organização e dos seus colaboradores. O que seria de uma empresa sem os seus colaboradores?

Quando a empresa me contratou, ela precisava de um Scrum Master, é verdade!

Mas atrás dessa Scrum Master existe a Olivia e quem é essa pessoa que eu estou a receber na empresa? O que é que ela sabe? O que lhe podemos ensinar? O que é que ela está à espera da empresa?

Eu já estive em cliente, onde eu fiquei uma semana à espera de que alguém fosse receber-me, ao menos para entender o contexto onde eu estava inserida.

Foram reuniões agendadas, desmarcadas, reagendadas e remarcadas… Por fim, alguém me disse “Bom-dia”, e informou-me sobre as reuniões que eu deveria participar e saiu rapidamente, pois já estava atrasado para a próxima reunião!

Bem… Não preciso dizer que eu saí rapidamente desses clientes, pois todas as outras reuniões eram canceladas ou estavam sempre atrasadas… E eu acabei por não conhecer ninguém dos RH.

Aqui na empresa tratamos do onboarding de maneira acolhedora e com técnicas que aprendemos nas formações e aplicamos nas nossas equipas.

A importância de nos conhecermos é algo fundamental na nossa estratégia. Nós partilhamos experiências, aprendemos muito uns com os outros, percebemos os nossos pontos fortes e fracos para colaborar, errar e melhorar como equipa e como pessoas.

É claro que não é preciso fazer uma formação para realizar um onboarding, precisamos apenas de uma pessoa para receber os novos colaboradores para transformar essa experiência numa experiência única e positiva. Eu posso garantir que todos ganham: pessoas e a empresa!

Como deixas a primeira impressão da empresa aos novos colaboradores?

Se quiseres conhecer vários formatos, estratégias e ferramentas para acelerar o processo com mais eficiência e qualidade, encontras na Agilenow a formação de Agility In HR!

Vamos praticar e contar-te tudo sobre este tema tão importante, além de mostrar todas as “wins” que os colaboradores e as organizações recebem quando temos este processo bem estruturado.

Vemo-nos em breve.

Partilhe este artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Descobre todas as formações
que temos disponíveis.

Publicações Semelhantes

Products
Glauco

Estórias de user stories

Durante a minha jornada como solution architect em encontrei várias user stories memoráveis. Umas por bons motivos e outras por motivos…. menos bons. Hoje eu

Ler mais »

Subescrever Newsletter

A sua mensagem foi enviada com sucesso. Obrigado.​